Buenos Aires: comer, beber, comprar, curtir e namorar muito!

Posted In: Lifestyle | Viagem

Estou aqui me arrancando os cabelos para decidir como começar esse post no blog sobre a minha viagem para Buenos Aires – tem tanto o que dizer! Fui para lá sem saber onde comer, onde comprar, o que visitar… e voltei com a memória de três dias incríveis! Comecei com uma pergunta no meu Facebook: “Amigos, me ajudem. Preciso de dicas de onde comer em Buenos Aires, onde fazer compras, onde passear, etc. Enfim, mandem sugestões!” Compilei uma lista tão grande de dicas (obrigada aos envolvidos!) que fiquei até sem saber por onde começar. No fim, não deu para fazer nem metade do que tinha anotado mas a viagem foi incrível mesmo assim!

Fui para Buenos Aires para passar o feriado de 12 de outubro com o namorado. Pegamos um avião na quinta à noite e só chegamos ao nosso hotel naquela madrugada. E que hotel! Eu reservei o L’Hotel Palermo através do Orbitz e tinha lido uns reviews bem bons. O hotel é uma antiga casa no bairro de Palermo Soho que foi totalmente renovada, sem perder o seu charme antiguinho. Escondido em meio à vegetação, a casa tem somente 33 quartos e um clima rústico, bem aconchegante mesmo. Gostamos tanto do L’Hotel Palermo que, como já estava tarde e estávamos super cansados, resolvemos beber um vinho no jardim do hotel, mesmo. Quando voltamos para nosso quarto, fomos surpreendidos por mimos do L’Occitane e uma cama espetacular! Até brinquei com meu namorado que eu queria roubar o travesseiro! Se você for para Buenos Aires e não souber onde ficar, fique lá!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

Acordamos na sexta renovados e decidimos ir do hotel até Puerto Madero andando, apreciando a cidade no caminho. Fiquei boba com Buenos Aires! Me senti na Europa o tempo todo – prédios com arquitetura clássica, parques a cada esquina, árvores, árvores, árvores. E muitas lojinhas charmosas, cafés com mesas do lado de fora e pessoas andando à pé e de bicicleta. Que cidade linda!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

Depois da longa caminhada chegamos ao porto famintos e fomos direto almoçar em um restaurante que tinha sido indicado por várias pessoas – o Cabaña Las Lilas. O restaurante fica à beira do Rio e pertence ao Grupo Rubaiyat, ou seja, não tinha como errar! Caímos de boca no couvert (que, na verdade, não merece ser chamado de couvert. Tem de tudo!) e nos deliciamos com os cortes argentinos. Não pedi sobremesa e me arrependi o resto do dia!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer. Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

O Puerto Madero é um assunto à parte: cheio de restaurantes e lojinhas, vale passar horas lá passeando!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer. Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

Quando terminamos de comer, estava exausta, cheia e com o pé estourado. É, nem o bom e velho All-Star aguenta uma caminhada dessas! Voltamos para o hotel e lógico que com a barriga cheia e a cama dos céus, capotamos! Quando acordamos à noite, a fome já tinha batido e como fomos a Buenos Aires com o objetivo de comer, beber e namorar, nem nos preocupamos com a decisão de já ir jantar! Meu namorado é a pessoa mais viciada em comida japonesa do mundo então naturalmente, nosso roteiro incluia o Osaka, japa considerado um dos melhores da cidade. Esse restaurante, apesar de gostoso e bonito, eu não recomendaria para ninguém. Comemos pouco, bebemos menos ainda e gastamos um absurdo! Realmente não valeu a pena – saímos de lá com fome e com a sensação de ter sido assaltado. Se quiser, experimente, mas não diga que eu não avisei!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

De lá, fomos para a Plazoleta Julio Cortazar, uma pracinha em Palermo Soho que é rodeada de restaurantes, barzinhos e baladas. Sentamos numa mesa ao ar livre, pedimos o tradicional licor Fernet, rejeitamos o Fernet (ECA! Treco horrível!), abrimos um vinho e ficamos lá, conversando e observando as pessoas. Um dia delicioso! No sábado pegamos um táxi até La Boca, bairro que abriga o estádio La Bombonera e que tem a famosa atração turística, o Caminito. Passeamos pelas casinhas coloridas, vimos shows de Tango e visitamos o estádio do Boca Júniors, mas não achei nada demais. Se você estiver com o tempo apertado, deixe para a próxima!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.  Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer. Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

De lá, fomos conhecer a sede do governo argentino, a Casa Rosada, que é linda de morrer!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

Decidimos fazer compras na Calle Florida, já que fica lá perto, mas foi uma furada! Para começar, nesse dia estava acontecendo uma parada em homenagem aos países Latinoamericanos, e não conseguíamos cruzar de um lado da rua para o outro, aonde fica a Calle. Para piorar, quando chegamos lá nos sentimos extremamente assediados para comprar – afinal, o que fazemos nós brasileiros melhor do que comprar, não é? Saímos correndo de lá e decidimos compensar com um almoção! E aqui está a dica mais valiosa de onde comer em Buenos Aires: La Cabrera. O restaurante é uma casa de parrilla argentina super tradicional que vive sempre super lotada. Ficamos uma hora esperando mesa, mas valeu muito a pena! Pedimos um Kobe Beef que foi, sem exagero, a melhor carne que já comi na vida. Como bônus, ainda veio um monte de acompanhamento gostoso e comemos como gente grande! Nesse almoço, não fiz o erro de pular a sobremesa e me esbaldei com uma paqueque de dulce de leche de comer chorando. Se você for a Buenos Aires, não deixe de ir no La Cabrera!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer. Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

Muitas pessoas me indicaram o Pátio Bullrich, shopping que é tipo o Iguatemi de Buenos Aires. Fomos depois do almoço e tivemos essa exata impressão. Bonito, mas bastante caro considerando que só tem loja de marca!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

Mais uma vez, voltamos para o hotel e capotamos e, ao acordar, decidimos disfrutar de mais um jantar gostoso. Dessa vez o restaurante escolhido foi o Sucre, local badalado e cheio de pessoas locais! Lá eu comi bem mas indico mais pelo ambiente agradável e moderno. Ficamos horas no restaurante, comendo de vagar e bebendo algumas garrafas de vinho!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

O último dia em Buenos Aires foi curtinho e decidimos gastar nossas horinhas preciosas conhecendo o Hotel Faena, fruto da imaginação bem doida de Phillippe Starck. Esse é um passeio que vale super a pena – o hotel tem uma decoração diferente de qualquer coisa que já tinha visto, tudo preto com vermelho e com várias cabeças de animais penduradas.

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

Lá tem dois restaurantes, o Bistro e o Mercado, ambos muito bem falados. Optamos pelo Mercado por conta do seu ambiente mais aconchegante – o Bistro é todo branco com detalhes em vermelho e muitas cabeças de unicórnio penduradas! – e não nos arrependemos. Comemos extremamente bem!

Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer. Dicas Buenos Aires: onde comer, onde comprar, o que fazer.

Nosso último programa em Buenos Aires foi bem docinho! Conhecemos uma doceria chamada Abuela Goye que tem alfajores e sorvetes artesanais. Uma delícia! Me arrependo profundamente de não ter trazido mais delícias de volta para o Brasil! E assim foi a minha viagem a Buenos Aires! Adorei, adorei, adorei e recomendo que todo mundo conheça! E você, já foi a Buenos Aires? Curtiu? COMENTE!

Buenos Aires: onde comer, onde comprar, onde ficar

  • Michael Galindo
    26 de novembro de 2013

    Exelentes dicas, dia 13/dezembro vou com minha namorada passar 6 dias para comemorar os 2 anos incriveis de namoro, na capital romantica dos hermanos, só uma duvida, precisa fazer reserva no Cabaña Las Lilas? abraço

    • Luciana Levy
      Michael Galindo
      2 de dezembro de 2013

      Michael, aproveita muito! Lá é uma delicia! Eu fiz reserva no cabaña las lilás sim, mas não sei se é super necessário. Bjs!

  • Fabiola
    1 de novembro de 2012

    Obrigada… estou com viagem programada para lá e como não vou para Bue há quase 2 anos queria ter uma noção, dizem que os preços subiram muito…

    • Luciana Levy
      Fabiola
      1 de novembro de 2012

      Imagina, disponha! Mas se prepara, os preços subiram mesmo. beijão!

  • Fabiola
    31 de outubro de 2012

    Oi. Será que você conseguiria dizer os valores das contas de restaurantes? Pelo menos do La Cabrera…
    Obrigada

    • Luciana Levy
      Fabiola
      1 de novembro de 2012

      OI Fa! Então, ficamos um pouco impressionados com os valores das refeições… muito mais caro do que imaginávamos. Mas o La Cabrera foi o que gastamos menos e comemos melhor: uns 80 reais por pessoa, com vinho e sobremesa! O Osaka, por exemplo, foi um assalto e o Cabaña Las Lilas também bem carinho!

  • Thanii
    28 de outubro de 2012

    Poxa, comi muito mal quando fui pra lá! Achava tudo caro, ruim e pouca comida! rsrs
    Que bom que vc curtiu! Bjss

  • Jannet
    27 de outubro de 2012

    Pretty nice post. I just stumbled upon your weblog and wanted to say that I have really enjoyed browsing your blog posts. After all I’ll be subscribing to your feed and I hope you write again soon!

  • luana kininha
    26 de outubro de 2012

    lu… Buenos Aires deve ser, alias da maneira como vc descreveu é magnifico em cada detalhe, lugares, comida… e ainda mais ao lado de qm amamos… uma dificuldade q eu e mozao teriamos seria em experimentar as comidas rsrsr (povo fresco) rsrsrs comeriamos somente comida japonesa rsrsrs
    bjssssssssssss lindona

    • Luciana Levy
      luana kininha
      26 de outubro de 2012

      e é mesmo, Luana! Eu ammmeeeei! Não tava esperando tanto de lá! Porque teriam dificuldade de comer lá? A comida é deliciosaaa! 🙂 Beijão!

Add Comment