Emagrecer – parte 1: A Luta contra a balança

Posted In: Lifestyle

Projeto verão, parte 1: a história da minha luta para emagrecer.

Ultimamente tenho ouvido muitos borburinhos sobre o famoso projeto verão. Dietas milagrosas e horas na academia começam a ser assuntos quentes e a mulherada toda busca a resposta à pergunta que sempre nos tormenta: como emagrecer!? É, todo mundo quer ficar gostosa de biquíni! Pois bem, já que já estamos pensando na praia (no meu caso, HOTPANTS!) resolvi expor meus pensamentos sobre a batalha constante na vida de uma mulher que é ser magra.

Esse para mim é um assunto super pessoal que tento levar com muita naturalidade, mas nem sempre foi fácil. Acontece que existem muitas meninas que são “magras de ruim” – comem o que querem e continuam um palito. Tem as que estão sempre brigando com a balança e as que malham, comem bem e têm um corpão como consequência. Eu já passei por todas essas fases e, depois de ter sofrido muito, tento levar uma vida saudável. Vou contar a história completa:

Sempre fui uma criança e uma adolescente bem magrinha. Comia de tudo, sem preocupações, e simplesmente não engordava. Ah os bons tempos! Para vocês terem uma ideia de como eu era desencanada, nem sei o quanto eu pesava no colegial.

 

como emagrecer - projeto verão. ser magra

Foto de 1998 – adolescente de peso normal e vaidade aparecendo: estava com aqueles cremes que prometem arrancar os cravos! haha!

Comecei a engordar quando entrei na faculdade em 2004, mas fui vítima das circunstâncias: morava no dormitório do campus (ou seja, só comia besteira), bebia mais que um peixe e era completamente sedentária. Não me preocupei muito, afinal nos Estados Unidos as meninas de faculdade têm fama de ganhar até 15 libras no primeiro ano. Mas quando me dei conta que não era mais aquela magrela de sempre, entrei numa verdadeira nóia. Me apavorei com os 60kg e comecei a contar calorias de tudo (Tinham dias que terminavam nas 857,5 calorias. Nesse nível.), a malhar duas vezes por dia e a ser uma PUTA CHATA! *desculpe o palavrão!*

É lógico que nessa época (2006) eu emagreci. Fiquei até super definida e, apesar de achar que foi a minha melhor época no quesito corpo, nunca fui tão infeliz em toda a minha vida! Aos 51 kg, vivia de mau humor, morria de frio o tempo todo e não tinha energia para nada.  Meus amigos estavam de saco cheio de mim e meu relacionamento da época quase foi por água abaixo. Além de fazer mal para o meu corpo e minha alma, estava fazendo mal para as pessoas ao meu redor também.

Foi desse buraco que me veio a ideia de fazer um intercâmbio e em janeiro de 2007 eu parti para Madri. Eu, sempre intensa, decidi que durante os meus seis meses de intercâmbio não me preocuparia com comida e exercício e mais uma vez fiz um estrago à minha pessoa. Dentro de três semanas já estava nos 57kg e, no final da viagem, tinha chegado aos 64kg. Acontece que meu metabolismo tinha se acostumado a viver com menos de mil calorias diárias e, quando voltei a comer, ele acumulou tudo. Mas não me preocupei. “Quando voltar para Miami eu me preocupo com isso,” pensava.

Como emagrecer? projeto verão. Ser magra

Foto de 2007 em Pamukkale, Turquia, no final do intercâmbio, aos 64kg.

Quando voltei para Miami, retornei aos mesmos hábitos destrutivos de antes: exercício demais, comida de menos. Emagreci, claro, mas comecei a perceber que tinha algo de errado nesse ciclo. Fiquei um ano lutando com a balança e, quando voltei para o Brasil em 2008, resolvi procurar ajuda.Tinha um time de apoio que incluia uma psicóloga, um psiquiatra, uma nutricionista e um personal, além de minha família e amigos. Aos poucos, fui aprendendo a comer direito, a malhar direito e a abrir exceções saudáveis às regras do dia-a-dia.

Como emagrecer? projeto verão. Ser magra

Foto de 2011 aos 55kg.

Hoje estou com 56kg e, como toda mulher, quero emagrecer dois kilos, mas pretendo fazer isso de forma saudável e, mais importante, com muita paciência. Nada de ser radical dessa vez!

No post de amanhã eu conto o que aprendi da minha nutricionista e dos meus professores de ginástica e dou as dicas de como emagrecer aos poucos e com saúde. Nada de dietas milagrosas e se matar na academia porque, mais importante do que ser magra é ser feliz!

Alguém já passou por algo parecido? COMENTE!

sobre emagrecer

  • Fran
    4 de fevereiro de 2013

    Lu, amei esse seu post, muito interessante. Eu também sempre fui magrinha, de toda vida lembrar que tinha quarenta quilos…isso mesmo, rsrsrs. Até pouco tempo estava oscilando os 46. Hoje tenho trinta anos de idade e quando me pesei na balança a uma semana atrás, levei o maior susto. Estou com cinquenta quilos! O problema é que só tenho 1,55m e detesto fazer exercícios, mas não tem jeito, preciso ter vontade o suficiente para sair do sedentarismo, pois preciso me sentir bem comigo. Parabéns pela sua determinação. Super abraço.

    • Luciana Levy
      Fran
      4 de fevereiro de 2013

      Fran, a luta contra a balança é árdua e muito muito chata, mas uma hora todos nós temos que aderir. Comer bem e fazer exercício significa cuidar do nosso corpo, e o nosso corpo é o nosso templo, é onde vivemos! Sem ele não somos nada! 🙂 Boa sorte e força!!! Beijão!

  • Claudia Lopes
    14 de agosto de 2012

    Eu era do tipo "gostosinha" até engravidar de minha 1ª filhota. Antes da gravidez pesava 57kg. Ganhei a Lu e depois de perder todo aquele inchaço pós parto mantive um peso de 64kg, não era meu sonho de consumo, porém me sentia bem. Todos diziam; " – Nossa como está linda depois que virou mamãe, mais bonita, com uma aparencia saudavel. Bem melhor agora!" E isso me deixava feliz. Porém 10 meses depois engravidei da Julia, cheguei aos 78kg quando completei os 9 meses. Ganhei a Ju e não sabia mais o que fazer para perder não só o peso, mas algumas medidas, ou como diz uma amiga, uma circunferencia absurda…rs Em fim, nunca mais se ouviu falar na casinha dos 60kg. Tomei remedio, fiz dietas "idiotas"…e tudo isso só serviu para baixar minha alto estima. Até que com a ajuda de uma amiga que conheci em uma clinica de estetica me tirou da deprê dos 74kg. Comecei com um tratamento de carboxterapia e uma massagem chamada lipoescultura gessada. Perdi 10cm de circunferencia na parte da barriga que já me deu um super animo e através da clinica conheci outra amiga dona de uma academia super bacana que não se importa apenas em deixar seus alunos malhados e trincados, e sim ajuda-los a comer direito, malhar direito e usufruir de exercicios fisicos principalmente em prol da saude. Hoje estou um pouco insatisfeita com meu peso e minhas medidinhas, mas sei que com tudo que aprendi nesta história, basta colocar em pratica que tudo se resolve no tempo certo e com a alimentação correta. Adorei sua história, amei contar a minha Lu…bjs

    • Ta Camargo
      Claudia Lopes
      14 de agosto de 2012

      esse esta sendo o post… muito legal anciosa para a segunda parte… beijos

      • Luciana Levy
        Ta Camargo
        15 de agosto de 2012

        Segunda parte saindo do forno, Ta! Bjs!

    • Ta Camargo
      Claudia Lopes
      14 de agosto de 2012

      esse esta sendo o post… muito legal anciosa para a segunda parte… beijos

    • Roberta Guarido
      Claudia Lopes
      14 de agosto de 2012

      Carboxterapia , estou fazendo e dá resultado , recomendo….

      • Luciana Levy
        Roberta Guarido
        15 de agosto de 2012

        Nunca ouvi falar! Vou pesquisar!

    • Roberta Guarido
      Claudia Lopes
      14 de agosto de 2012

      Carboxterapia , estou fazendo e dá resultado , recomendo….

    • Claudia Lopes
      Claudia Lopes
      14 de agosto de 2012

      Estou fazendo novamente….rs é muuuuuito bom mesmo! = )

    • Letícia Fagundes
      Claudia Lopes
      15 de agosto de 2012

      Pois é Claudia com esta sua historia q ja conhecia por te me contado na academia, decidi ñ toma a formula para emagrece como eu queria, e peguei pesado da academia e diminui a alimentação perdi 9 Kg, hj estou bem feliz! quero emagrecer mais. Valeu Claudinha pelo conselho bjusss e ate mais

      • Luciana Levy
        Letícia Fagundes
        15 de agosto de 2012

        Letícia, obrigada por contar a sua história! Beijos!

    • Letícia Fagundes
      Claudia Lopes
      15 de agosto de 2012

      Pois é Claudia com esta sua historia q ja conhecia por te me contado na academia, decidi ñ toma a formula para emagrece como eu queria, e peguei pesado da academia e diminui a alimentação perdi 9 Kg, hj estou bem feliz! quero emagrecer mais. Valeu Claudinha pelo conselho bjusss e ate mais

    • Luciana Levy
      Claudia Lopes
      15 de agosto de 2012

      Clau, você também teve uma verdadeira luta contra a balança. Obrigada por me contar! 🙂 Beijão e já já sai as dicas 🙂

  • Dani
    14 de agosto de 2012

    Luu, amei o post!!! 😉
    Quero ver as dicas de hoje!
    O blog ta demais!!!
    Beijão

    • Luciana Levy
      Dani
      15 de agosto de 2012

      Daniii que bom que gostou! Já escrevi a segunda parte, já já tá no ar! Beijão!

  • Tamyres Sayegh
    14 de agosto de 2012

    Eu era uma criança magrinha, mas quando me mudei pros EUA, aos 10 anos de idade, fui seduzida pelos doces maravilhosos de lá (vc deve saber bem!) e voltei dois anos depois bem gordinha. Daí em diante continuei com os maus hábitos alimentares e engordando, cheguei aos 74kg (tenho 1,60 de altura). Um dia, aos 18 anos, percebi que precisava mudar pelo bem da minha saúde e da minha auto estima. Na época, minha mãe havia começado a frequentar as reuniões dos Vigilantes do Peso, e sempre voltava com dicas boas pra casa. Passei a simplesmente seguir as dicas: comer menos besteiras, controlar o tamanho das porções que eu botava no prato e escolher alimentos mais saudáveis e com menos gordura e calorias e mais fibras. Deu certo, perdi bastante peso em poucos meses, sem nenhum tipo de atividade física. Cheguei aos 52kg muito feliz, apesar de não estar com o corpo que eu sempre quis, já que eu era sedentária. Há um ano larguei essa preguiça e fiquei com um corpo legal, com 54kg. Hoje to pesando 56kg, diminuí o ritmo das minhas atividades físicas por conta de uma lesão que tive praticando corrida. Pretendo voltar a correr assim que eu estiver boa de novo (minha barriga ficou praticamente sem gordura quando eu corria, saudades).

    • Luciana Levy
      Tamyres Sayegh
      15 de agosto de 2012

      Tamyres, Estados Unidos é complicado! Haha! lembro de quando eu me mudei pra lá, jantávamos aqueles baldes de frango frito! haha! Mas é aquela coisa, a gente se adapta e vamos aprendendo, né? Bjs!

  • Jacqueline Nunes
    13 de agosto de 2012

    Lú, eu sempre fui magrinha palito, pesava 48kg até aos 18 anos , quando casei. Então passeia pesar 54kg que para minha altura (1,68) estava dentro do “ideal” e permaneci dentro deste peso por 4 anos e de dezembro/2011 pra cá fui para os 60kg e não quero passar disso …se Deus quiser…meu problema é que sou muito sedentária e não como em horários regulares e também muito lanches…o que acaba com o corpo…aparecem as celulites (refrigerantes), a barriguinha e o cansaço diário sem fazer nada durante o dia. Estou agora procurando me alimentar de 3 em 3hr de forma saudável e fazer caminhadas e academia para definir o corpo e sair do sedentarismo , porque acima do peso eu sei que não estou…mas estou no limite! Mais de 60kg não posso pesar !

    • Luciana Levy
      Jacqueline Nunes
      13 de agosto de 2012

      Jacque, Você está no caminho certo. Amanhã vou contar todas as dicas valiosíssimas que aprendi com minha nutricionista, com professores de ginástica e com a minha experiência. Ficar magra pode ser um saco, mas pode ser divertido também! Volta amanhã, tá? Beijão!

Add Comment