Como Fazer fotos boas em viagens

Posted In: Blog | Viagem

Viajar é uma das melhores coisas da vida, não é à toa que eu tenho dedicado cada vez mais do meu tempo a conhecer lugares novos. E tem coisa melhor do que voltar para casa com um feed de Instagram cheio de fotos incríveis da viagem que você planejou com tanto carinho?

Foi por isso que eu reuni essas dicas de fotos de viagem – porque eu quero mostrar para vocês que fotos boas não acontecem simplesmente ao acaso. Algumas envolvem planejamento, um pouco de exercício da criatividade e, é claro, diversão!

Vem ver!

1. Chegue cedo nos lugares

A maioria dos turistas começam a chegar nas atrações depois que tomam café da manhã, sem muita pressa. Esse horário varia entre 8:30 e 10h da manhã. Se você quer ter o cenário todinho para você, é melhor se programar para chegar bem antes disso. Sim, por volta das 6 da manhã. Essa dica vale principalmente para lugares abertos como praças, parques, praias famosas, monumentos instagramáveis, a Times Square, etc.

Acordar cedo vale a pena. Além de ter o lugar todinho para você, esse horário vai te proporcionar a famosa golden hour, que é quando a luz do sol está num ângulo tão baixo que ela viaja pela atmosfera numa intensidade mais baixa, criando uma atmosfera dourada. É a hora mágica para tirar fotos!

2. Explore ângulos diferentes

Muitas vezes a gente salva fotos de inspiração para as nossas viagens e que fazer igual. E eu entendo! Mas além do risco de cair no feed do @instarepeat (nada contra, clichês às vezes são tudo de bom!), nem sempre é possível fazer aquela pose na frente daquele local específico. Às vezes o lugar vai estar cheio, ou fechado por motivos de segurança, ou outras cinco pessoas vão estar tentando tirar a mesma foto. Tem também a velha máxima de que o que funciona para os outros não necessariamente vai funcionar para você. Sejam criativos e explorem o seu olhar, vocês podem se surpreender!

3. Paciência e respeito

Todo mundo que tem uma conta no Instagram sabe que é raro uma foto sair boa na primeira tentativa. Não só por causa da pose, mas porque o ambiente também está em movimento. Vão ter pessoas andando por perto, outros turistas conhecendo os locais, moradores fazendo seus trajetos diários… 

E a gente tem que trabalhar com o que tem. Faz parte do espaço público! A maioria das pessoas, quando vê que está no caminho de uma foto, vai dar um jeito de não atrapalhar. Do mesmo jeito que a gente tem que entender que os lugares não estão ali apenas

para o nosso entretenimento. Aproveitem a experiência. Quem sabe dali não sai uma história para contar?

4. Câmera e tripé

Quando a gente tem um celular no bolso (na verdade ele está sempre na mão, né?) é fácil esquecer da câmera. Mas o celular é só um quebra-galho, enquanto a câmera tem como único propósito registrar imagens – ela não é otimizada para selfies, para espaços pequenos, não tem distorções de lente óbvias… todas aquelas coisas.

Se você tem uma câmera, não se esqueça dela. E por que não levar um tripé leve? Hoje existem tripés de todos os tamanhos e formatos (inclusive para celular), pensados justamente para viajantes que querem registrar momentos sem pedir ajuda de estranhos.

Outros benefícios do tripé: ele permite fotos de maior qualidade em situações onde a luz é mais fraca e você precisa de uma exposição mais longa.

Eu sou apaixonada pela minha câmera Canon EOS M50! Ela é leve, compacta e tem uma daquelas telas que abrem para a frente, assim consigo me ver quando estou fazendo auto-retrato ou vídeo.

Também sempre levo comigo o tripé Manfotto que é levíssimo e super versátil, e possibilita fotos incríveis.

E como falei lá em cima, sempre prefiro a câmera ao celular, mas confesso que desde que comprei o iPhone 11 Pro Max, estou um pouco mais flexível quanto a isso! Ele tem três lentes diferentes e as fotos ficam MA-RA-VI-LHO-SAS!

5. Se perca de propósito

Essa é uma dica de fotografia e também uma dica de viagem. Muitas vezes o lugar mais óbvio vai ser também o lugar mais cheio. Dobre uma esquina inesperada, descubra pequenas ruas e fachadas diferentes. Assim você pode descobrir novos ângulos e cenários da cidade que está visitando. Há infinitas formas de fotografar com a torre Eiffel ou a Liberty Tower ao fundo, e quem sabe o que mais você pode encontrar no meio do caminho? As fotos e a experiência vão te surpreender!

E aí, gostaram? Me digam nos comentários em qual destino vocês vão usar as dicas – estou louca pra saber! E quem sabe eu não descubro um lugar novo pra minha lista de viagens?

Para ver mais dicas de como tirar fotos incríveis viajando, veja esse vídeo que eu fiz!

Compras!

    Add Comment