Gatas, vocês não sabem… encontrei o paraíso! Ok, quem me segue no Instagram já sabia disso né? Postei por lá um montão de fotos de Fernando de Noronha, o lugar mais lindo que já conheci e onde passei a semana passada. Foram sete dias de sol, mar, natureza e muitos amigos bichinhos como golfinhos, peixes, tartarugas marinhas e até tubarões! Estava planejando essa viagem há muitos meses e quando cheguei lá já tinha uma lista bem extensa de coisas que queria fazer e ainda descobri mais um montão de coisas para montar esse post com 10 dicas de Fernando de Noronha!

Fernando de Noronha

Separei as dicas de Noronha por tópicos, para ficar tipo um guia de viagem, assim fica bem fácil vocês irem direto no que interessa e também fica uma lista bem completinha do que eu vi por lá! Bora pro paraíso?

10 Dicas de viagem de Fernando de Noronha:

 Dicas de viagem Fernando de Noronha - Hospedagem Beijupirá

Dicas de Viagem Fernando de Noronha - Hospedagem Zé Maria

1) HOSPEDAGEM

Não satisfeitos em conhecer apenas uma pousada em Noronha, resolvemos dividir nossa semana lá entre duas pousadas, a Beijupirá e a Pousada do Zé Maria. Apesar das duas serem ótimas, são completamente diferentes, então vou contar um pouco de cada para que vocês possam decidir qual está mais de acordo com o que vocês querem!

Ficamos na Beijupirá os primeiros três dias, e apesar de ter ouvido que a Zé Maria é a mais top da ilha, já ficamos encantados com o charme e aconchego da nossa primeira pousada. O quarto é delicioso, bem com cara de praia mesmo, e é super confortável. O restaurante Beijupirá (que é famoso em vários destinos praianos do Brasil) é espetacular no jantar e ainda melhor no café da manhã, refeição que fazem sob pedido na hora para você – nada de mesas pré-postas! Mas o que realmente nos conquistou na primeira pousada foi o carinho com que fomos tratados… e pessoal de lá é muito querido, receptivo e super prestativo! A diária na baixa temporada é R$ 595,00.

No terceiro dia da viagem nos mudamos para a Pousada do Zé Maria, que tem uma pegada completamente diferente e de tirar o fôlego! Composta for vários bangalôs, um bar, uma piscina infinita, uma hora hidropônica (pirei!) e um superrestaurante, a pousada é bem maior e mais luxuosa. Os quartos têm mais cara de hotel mesmo e o atendimento por lá é super VIP. No checkin, já fomos recebidos com água de coco e ao chegar no quarto, percebemos uma plaquinha com um recadinho só para nós. Para quem tem preferência por um esquema mais top, essa é a pousada certa! A diária na baixa temporada é R$ 688,00.

 

Dicas de Viagem Fernando de Noronha - transporte

2) TRANSPORTE

São três voos diários para Noronha: dois saindo de Recife pelas companhias Gol e Azul, e um saindo de Natal. Uma dica: sente nas poltronas A, B ou C do avião, porque desse lado você consegue ver a vista da ilha se aproximando! Depois que chegar lá, o melhor a se fazer é alugar um buggy, já que a maioria das vias na ilha não são pavimentadas. Além disso, é super divertido!  Nós alugamos com a Locadora Coirais, e custa R$150,00 por dia.

Dicas de Viagem Fernando de Noronha - Restaurantes

3) RESTAURANTES

Comida é sempre uma das coisas mais importantes para mim em viagens, e posso dizer que comi muito bem em Noronha! Já cheguei lá com um monte de dicas e ao longo dos dias também descobri vários lugares que valem a pena indicar. O restaurante da pousada Beijupirá ($$) já é reconhecido em vários lugares do Brasil e faz jus à excelente reputação. Comi um peixe com crosta de gergelim e molho de pitanga que estava divino! Um restaurante que foi muito bem recomendado foi o Varanda ($$) e de fato, a comida lá é deliciosa! O Pico ($$) vale menção pelo ambiente delicioso, cheio de arte e música, mas a comida, apesar de deliciosa, é bem parecida com as que encontramos em São Paulo: massas, risotos… não tem aquele clima Nordestino! Mas a sobremesa surpreendeu com um cheesecake de maracuja! Um lugar gostoso pra comer uma tapioca ou algo mais simples é o Empório São Miguel ($) e para curtir uma vista espetacular no fim da tarde e tomar uns drinks, não tem lugar melhor que o Mergulhão ($). A vista é de tirar o fôlego! Tem também o Cacimba Bistrô ($). O restaurante é mais simples, mas comi uma salada de frutos do mar que me dá água na boca até agora!

Mas quem ganha o destaque absoluto no quesito comida em Noronha é o restaurante do Zé Maria ($$$). Às quartas e sábados, o Zé (que é uma figura absoluta!) promove o festival gastronômico no restaurante da pousada, que tem muuuuuitas opções de comida, desde sushis e ceviches até carnes, farofas, paellas, etc. Tem que ir com muita fome! O preço do Festival é $153 por pessoa, e não inclui bebidas nem serviço. Apesar do valor meio altinho, vale muito a pena!

Dicas de viagem Fernando de Noronha - passeios

4) PASSEIOS

Passei sete dias inteiros em Noronha e não parei um minuto! Tem MUITA coisa para fazer por lá! Um dos melhores passeios com certeza foi a travessia no Trovão dos Mares, uma catamarã que passa por todas as praias do mar de dentro e ainda serve um delicioso almoço à bordo. Nela, vimos um monteee de golfinhos e quando paramos para banho na Praia do Sancho, mergulhamos com turbarões, tartarugas marinhas e um monte de peixe. Comprei a opção que inclui o Aqua Sub, que é uma prancha de acrílico rebocada pelo barco. Você segura a prancha, vai sendo puxado pelo barco e usa a prancha para mergulhar mais fundo ou subir até a superfície. É muito legal! O passeio completo, com o barco, almoço e o Aqua Sub custa R$190 por pessoa. 

Para quem não quer entrar na água ou quer ver o fundo do mar de forma inusitada, tem o passeio no Navi, um barco bem doido com o fundo de vidro em formato fisheye que permite uma visão espetacular do fundo do mar. É um passeio bem legal para os pequenos! Dura uma hora e meia e custa R$150 por pessoa.  

Agora o passeio mais legal mesmo é um não oficial, fora do circuito e que caiu no meu colo sem querer: fui na Praia do Porto para saber mais sobre aluguel de Stand Up Paddle (porque sou viciada!) e tinham dois homens alugando pranchas, mas era para fazer o SUP lá na praia mesmo e custava R$50 a hora. Eu queria levar a prancha para outra praia (a Praia do Porto é um entra e sai de barcos o tempo todo!), mas os dois tinham falado que tinha que ser lá mesmo. Aí o primeiro homem com que eu falei viu que eu fiquei decepcionada e me propôs um passeio: uma travessia de Stand Up do Porto até a Cacimba do Padre, um percursso de 6km, acompanhada com ele como guia… por R$100! Topei na hora e foi espetacular! Fomos acompanhados por golfinhos o tempo todo e o passeio durou quase 3 horas. Valeu muito a pena! Quem se interessar, procure pelo Pixoto na Praia do Porto e fale que eu contei da travessia! 

Dicas de viagem Fernando de Noronha - Praias

5) PRAIAS

A primeira visão que vi de Fernando de Noronha, ainda do avião, foi de uma praia deserta de águas turquesas, rodeada por falésias e muito verde. Na hora soube que tinha escolhido o destino certo! Meu sonho era conhecer um lugar de praias realmente virgens e desertas e Noronha foi o primeiro lugar que fui onde achei isso. A maioria das praias não têm nenhuma interferência humana, e a muitas delas só se chega por meio de trilhas. A mais linda de todas pra mim é a Baía do Sancho – para chegar é preciso fazer uma trilha, descer umas escadinhas de metais penduradas no meio de uma falésia e depois descer uns degraus na rocha. Não tem absolutamente nada lá além de areia, mar e muitos bichos! É espetacular. A Cacimba do Padre é a praia que fica em frente aos Dois Irmãos, aquelas duas ilhas de rochas em formato de /\ /\ que são super famosas. De lá, tem uma trilhazinha que leva até a Baía dos Porcos, o cartão postal de Noronha e um dos lugares mais lindos que já vi! Tudo completamente intocado. A Baía do Sueste é o melhor lugar para mergulhar de snorkel e ver de perto tartarugas marinhas e tubarões, e lá tem uma lojinha com gifts, comidinhas e bebidas. Já a Praia da Conceição é a praia mais parecida com o que estamos acostumados – tem barzinho, música, gente vendendo bebidas e barraquinhas de aluguel de SUP, etc. Mas acho super válido pegar o seu buggy e sair explorando as praias da ilha… foi assim que descobri as minhas favoritas!

Dicas de viagem Fernando de Noronha - trilhas

6) TRILHAS

Se você tiver que escolher somente uma coisa para fazer em Noronha, escolha a trilha até a Praia da Atalaia. É preciso agendar um horário lá no TAMAR e eles pedem que você não se atrase e enfatizam muito a regra: não se pode usar filtro solar nem repelente durante a visita. Acontece que Atalaia é uma piscina natural que serve de berçário para as diversas espécies marinhas presentes na ilha, e qualquer pingo de poluição pode afetar o crescimento deles. Mas garanto: é super tranquilo! Eu sou a pessoa mais branquela do mundo, passo FPS60 no corpo e vivo fugindo do sol! Mas a trilha não dura 15 minutos e o tempo na água é limitado a 25 minutos por grupo. Protetor e repelente são liberados assim que saímos da água, então nem dá tempo do sol fazer um estrago. Saindo de Atalaia, existe a opção de fazer a trilha longa (para essa segunta parte, um guia é necessário e custa R$150) que é bem legal porque a trilha passa por vários lugares da ilha que não dá para chegar de outra forma, e há várias piscinas naturais no caminho.

Mas trilha por lá é o que não falta! Tem muito lugar lindo de tirar o fôlego em Noronha, e muitos deles só são acessíveis por meios de trilha mesmo. Algumas são mais puxadinhas, como a que leva até a Ponta das Caracas, mas muitas são todas calçadas (como a trilha do Mirante dos Dois Irmãos) e dá pra fazer fácil, fácil! Uma que vale menção é a trilha até o Forte Nossa Senhora dos Remédios no fim da tarde – de lá se vê o pôr do sol mais lindo da ilha.

Dicas de Viagem Fernando de Noronha - mergulho

7) MERGULHO

Tenho uma confissão muito triste: eu não mergulho com tanque! Tentei fazer meu batismo lá em Porto de Galinhas e depois de novo em Punta Cana, mas as duas vezes tive um ataque de pânico debaixo d’agua e tive que voltar à superfície. Maaaas o Alexandre é um supermergulhador, e todo lugar que vamos ele pesquisa os melhores pontos para mergulhar e as melhores companhias. Em Noronha, ele foi mergulhar pela Atlantis Divers e adorou! Disse que viu váaaaaarios tubarões, arraias, barracudas, tartarugas… tudo com visibilidade de 30 metros! O passeio inclui dois mergulhos e custa R$350/pessoa.

Dicas de Viagem Fernando de Noronha - natureza

8) NATUREZA

Eu achei que além da riquíssima vida marinha, ia encontrar também um monte de espécies terrestres. Na verdade, na terra só existem duas espécies de lagarto, três espécies de ratos e muitos gatos e cachorros. Há também seis espécies de pássaros, mas o que realmente impressiona mesmo é a vida marinha. Centenas de espécies de peixes populam os recifes que rodeiam a ilha, além de três espécies de tubarões e três de arraias, golfinhos rotadores, tartarugas marinhas e crustáceos. Eu sempre ia à praia com máscara e snorkel, porque em qualquer lugar que você entra, dá de cara com algum bicho novo!

Ah, para quem morre de medo de tubarão como eu, me informei logo que pisei na ilha: sim, lá tem muito tubarão, mas nunca houve relato de um ataque. A cadeia alimentar de lá é super completa, eles são muito bem alimentados e não atacam humanos! (Claro que rola um bom senso, né? Se você for perturbar o tubarão, é provável que ele te morda sim!)

Além dos bichos, o arquipélago em si é de tirar o fôlego! As ilhas foram formadas por rochas vulcânicas, por isso têm aqueles formatos lindos!

Dicas de viagem Fernando de Noronha - noite

9) NOITE

Fernando de Noronha não é exatamente um destino para os festeiros! Nós estávamos no clima de aproveitar a ilha durante o dia, então à noite só saíamos para jantar e dormíamos cedo. Maaaas muitos locais nos contaram que o Bar do Cachorro tem um forró animadíssimo nas quartas e sextas. Quem for me conta!

Dicas de viagem Fernando de Noronha - Internet

10) INTERNET

Esquece! Em Noronha 3G não existe, e WiFi só na pousada. Mesmo assim, a internet funciona de acordo com sua própria vontade, que na maioria das vezes é nula! Vá pra lá e esqueça do mundo virtual!

A viagem foi inesquecível, meninas! Realmente recomendo! Só tem algumas coisas que acho importante ressaltar:

– Os preços em Fernando de Noronha são absurdoooos! Achamos tudo caríssimo e gastamos mais em uma semana lá do que em uma semana na França!

– Além dos gastos com transporte, hospedagem e comida, Noronha é uma área de proteção ambiental e tem também a TPA (taxa de proteção ambiental) que é cobrada ainda no aeroporto  (R$42,70 por noite) e a taxa da Área de Proteção Ambiental (R$75) que você precisa pagar se quiser ir em qualquer praia.

– Se você não é fã de natureza, mar e esportes, nem vá! Tudo gira em volta da natureza da ilha.

– Escolha uma pousada boa. Ouvimos dizer que as mais baratinhas são cheias de rato!

– Leve um estoque de OFF! Tem MUITO pernilongo!

E é isso! Quem de vocês já foi pra lá? O que acharam? Me conte tudo aí nos comentários! :)

Dicas Fernando de Noronha

7 Comments

    • Ahhh que bom, Jiovanni! Se tiver qualquer dúvida, estou à disposição. Curta muito Noronha, lá é o paraíso!

  1. Oi Luciana…vi q lá em set ago e out é ótimo pra mergulho e já reservei pra set… Mas ta difícil ora esperar q queria saber qdo vc esteve em Noronha e o clima como estava, pq sei q jan e fev tem mta onda e é bom pra surf, e tem épocas de chuva tbm????
    Quero ir antes de ser mas ñ sei qdo!!?? Rs help me please!!

    • Oi Lailla! Eu fui em Maio e achei ótimo… não choveu, estava bom para mergulhar e curtir a praia. Realmente não tinha muita onda para surfar, mas acho que é uma boa época para mergulhar! Curte muito lá, é o paraíso! Beijão!

  2. Eu acho que é o paraíso! Foi uma delícia de assistir o seu post e muita informação muito útil. Chier desta vez eu quero voar lá :)

Write A Comment