Arquivos da categoria: Amor e Sexo

Relacionamento, comportamento, homens, sexo, amigos…

Respondendo perguntas dos leitores

Esses dias tive um mega insônia e enquanto eu fritava na cama tive uma ideia de post tão óbvia que não sei como não pensei nela antes! kkkkk Eu recebo muuuitos e-mails de leitores com dúvidas dos mais diversos assuntos e eu faço questão de responder um por um, mas claro que às vezes eu demoro um pouquinho! Aí pensei, já que estou respondendo a dúvida de um, que pode muito bem ser a dúvida de vários, porque não botar aqui? Então às vezes vou escolher algumas dúvidas que acho relevante e colocar aqui pra vocês, que tal? Prometo sempre manter a anonimidade da galera, então continuem mandando seus e-mails que eu adoro!

#bundasdurasunidas

Oii Td bem? Eu tava vendo blog e vi o seu video de quando você era gordinha, e você disse no video que você tem uma lista de comidas que te ajudaram a emagrecer no dia a dia.

Eu me identifiquei com você porque eu to fazendo faculdade aqui em Miami e ando muito ansiosa, eu como tudo que vejo na minha frente! (De fato, miga! Estamos no mesmo barco!) Queria saber de vc o que eu deveria comer no dia a dia.. Não gosto mto de doces mas tenho engordado porque como muita besteira.. fast food! Comprei um airfryer da pra ver se cozinho frango, salmão…. Sou péssima pra cozinhar! Mas como você já morou aqui você deve saber de umas dicas legais…

Queria sua ajuda com lista de frutas e comidas pra comer saudável… não queria uma dieta, queria um estilo de vida novo

Obrigada!

– A.

Oi A.! Então, apesar dos Estados Unidos ter fama de ser o país mais gordo do mundo, também tem MUITA coisa saudável, e não é nada difícil de achar!

Antes de tudo, abuse MUITO das frutas vermelhas daí, as “berries”: strawberries, blueberries, blackberries, raspberries… elas são MUITO cheias de nutrientes e antioxidantes e têm quase nada de calorias! Eu gosto muito de comer com Peanut Butter ou Almond Butter! É só você ir lá no Whole Foods e achar as máquinas que fazem a pasta na hora – são ótimas porque elas fazem uma pasta sem açúcar ou nenhum outro aditivo!

Aliás, eu amo almond butter com qualquer fruta – com banana e maçã também fica uma delícia!

Lá no Whole Foods também tem uns “salgadinhos” feitos de kale, ou couve, que são uma delícia e super saudáveis! Procura por eles lá! E aquelas gôndolas enooormes cheias de nuts à granel também são ótimas! Enfim, Whole Foods é vida! hahaha!

Boa sorte!

#porquenãopodeandarpelada

Bom dia Luciana! Li alguns de seus post sobre looks, e gostaria muito de umas dicas de como me vestir, sendo que sou baixa, 1.50m, magra, tenho um pouco de ombro largo, pernas finas e pouco quadril. Tenho uma aparência muito mais de menina de uns 18 anos do que de uma mulher, e tenho 27 anos.

Como posso melhorar para obter um visual mais sexy, mais mulher nessas condições?

Abraços!

-J.

Oi J! Antes de tudo, lembre do que eu sempre falo, né? Se ame! Seu corpo é seu templo e você deve sempre amá-lo acima de tudo! Dito isso, entendo que você queira se sentir mais sexy, afinal, que mulher não quer?

Eu acho que tem duas coisas que valorizam muito qualquer mulher, independente do corpo – sapatos e acessórios! Você pode mudar radicalmente o seu look colocando um sapato com salto alto, que valoriza as pernas e ainda te dá aquela estatura a mais. (Eu também sou baixinha então entendo bem – não vivo sem um salto alto!)

Já os acessórios, quando bem escolhidos, também dão um ar super bacana pra mulher. Pensa assim: você tem um brinco de cerejinha e outro de brilhante (ou strass, que seja). Qual vai valorizar mais? O de brilhante é claro! Tenta sempre optar pelos que são mais “adultos” mesmo que você vai se transformar na hora!

Uma outra peça que é cheia de estilo e também transforma qualquer look é o blazer – ele não precisa nem ser sério, mas sempre é sofisticado.

Quanto à magreza, dá uma lida nesse post aqui que dá dicas para dar mais volume às mulheres muito magras.

Tenho certeza que você é linda!

#luluguru

Luciana, tá complicado!

Estou em um relacionamento de 4 anos, moro a 2 anos com ela. Ela é bonita, me apoia, mas não tem fogo! Vai pra cama comigo quando QUER, maiúsculo mesmo porque é assim, uma vez no mês,quem sabe 2 vezes, o que é raro!

Isso ta me matando, nos dias que chego fazendo uma massagem nela ela não acorda, não reage, não me ajuda. A desculpa dela eu já percebi, pois  é sempre a mesma: cansada, com dor, cólica).

E aí não deu! Eu traí! A amante é loira, gostosa, linda! Ah!!! E experiente. Fomos conversando e acabou a conversa no motel. Confesso que depois disso a consciência ficou pesada, mas não arrependi não!

Agora aconteceu outra coisa. Entrou uma novata no meu trabalho e a menina não para de me cantar, ta falando que o relacionamento dela ta difícil, 7 anos e nada de casar. Hoje me mostrou fotos de um book sensual com fotos muito sext com tatuagem. Isso mexeu comigo mais uma vez Luciana.

Tenho 22 anos e minha noiva 19. Me ajuda ai, vai?

-M.

M, acho que tá na hora de você pensar muito sério sobre uma coisa: você ama a sua noiva o suficiente para passar o resto da sua vida com ela, mesmo nessas condições?

Acho que antes de tudo você tem que sentar e conversar com ela – abrir o jogo mesmo! Diz que sente falta, que você está se sentindo carente de uma relação mais picante e veja o que acontece. Se depois disso não melhorar, acho que é hora de partir para a próxima.

Talvez ela não sinta tanto desejo quando você e não há nada de errado com isso, mas para você dividir sua vida com alguém é preciso ter compatibilidade né? E você ainda é muito novo! Com certeza vai achar alguém que esteja na sua mesma vibe.

Só não acho que você deve ficar com alguém que você tenha vontade de trair, sabe? Ela não merece isso e você também merece se sentir satisfeito, então seja sincero e honesto, com ela e principalmente com você mesmo!

Te desejo muitas transas gostosas :)

Quem quiser mandar perguntas, é só enviar um e-mail para [email protected]

Beijos! 😘

Morar com o Boy! #TVLulu

Screen Shot 2015-10-08 at 4.00.55 PM

Quem aí mora com o namorado? 

Eu estou morando com o meu há seis meses e tem sido engraçado e divertido e maravilhoso! Aliás, a experiência é tão única que resolvi fazer um vídeo contando tudo sobre ela, desde os podres podrões até as fofurices mais fofas do universo da fofura!

Tá tudo aí, é só dar o PLAY!

 

Não se esqueça de inscrever no canal, hein? É só clicar aqui e apertar o botão vermelho “Inscrever-se” no topo do lado direito!

E aí, gostaram? Deixem seus pitacos nos comentários abaixo e se curtiu o vídeo, compartilhe!

Kisses! 😘

Um dia como qualquer outro

IMG_7592

Hoje eu acordei da melhor forma possível: com beijos e uma linda declaração.

Acontece que hoje faz um ano que vi o amor da minha vida pela primeira vez, e apesar de não ficarmos juntos por muitos meses, hoje marca o dia em que tudo mudou. E então escrevi isso aqui:

 

Um dia como qualquer outro

Há um ano atrás nos vimos pela primeira vez.

Combinamos um drink despretensioso, um bate-papo no bar. Minha intenção era fazer negócio – tinha uma agência para tocar e precisava de um cara de arte para freelar.

“Teremos ideias para trocar.”

Nada demais. Um dia como qualquer outro.

Marcamos 20h num bar perto de casa.

“Assim não preciso pegar o carro,” pensei. “E se o cara for um mala absoluto, pelo menos eu fico bêbada.”

Me atrasei. O horário veio e eu estava seminua no telefone discutindo relação à distância com o ex-namorado.

“Não há afrodisíaco mais poderoso que DR com o cara errado.” Ah, o sarcasmo.

Joguei no corpo meu uniforme diário: saia rodada, cropped, all-star.

“Não preciso impressionar.”

Andei com passos apressados, a cabeça baixa. Meus tênis estavam sujos, minhas intenções, limpas.

Jantar, bebida, negócios. Um dia como qualquer outro.

Cheguei à esquina do bar mais rápido do que gostaria. Era só ignorar a naturalidade de atravessar a rua que pra casa eu voltaria.

Aí nos vimos.

Mordi o lábio inferior e fui lembrada das rachaduras que a viagem havia deixado na boca e no coração. Desistir deixou de ser opção.

Cruzei para a outra calçada, parei à sua frente e sorri. E ele sorriu.

“Esse sorriso não vou devolver.”

Não tínhamos mais como nos desver.

Possibilidades apareceram, projetos surgiram, olhares aconteceram, vontades vieram.

Minha boca doía. A pele ressecada ardia, o desejo pelo beijo crescia.

“Essa pomada é horrível, mas alivia!” Assim ele não chegaria.

Trocamos histórias, confessamos medos, contamos uma ou outra piada e revelamos segredos. Conversamos até de madrugada.

E de volta à calçada onde há pouco nos descobrimos, nos despedimos.

Cuidado. Não podíamos atravessar os limites da vida já montada de cada um, mas tudo havia mudado.

“Pra sempre ou de jeito nenhum.”

Voltei para casa sozinha, sonhando. Um dia como qualquer outro.