Cartagena de Índias

Posted In: Viagem

Cartagena: a cidade Instagramável

Decidi ir para Cartagena de última hora. Confesso que do pouco que pesquisei, cheguei à conclusão que nem precisava pesquisar muito mesmo. A cidade é fotogênica de todos os ângulos e isso por si só já me deu água na boca por essa viagem! #cidadesinstagramáveis

Chegando em Cartagena

Cheguei num sábado à noite, de um voo de menos de uma hora à partir de Bogotá, e no aeroporto já peguei um táxi (com o preço fixo de 15 mil pesos colombianos) direto para o Hotel Don Pedro de Heredia.

Aliás, Don Pedro de Heredia foi um nome recorrente – não só por ser o nosso hotel mas também porque, como depois descobri, é o nome de quem fundou a cidade em 1533.

A Cidade Amuralhada

No caminho do aeroporto até o centro histórico da cidade se vê cenários típicos de uma cidade latino-americana moderna: botecos, sobrados e alguns prédios em ruas estreitas com carros e motos competindo pelas vias. Até que surge uma parede de pedra enorme à margem do mar, a muralha que com 11km de extensão cerca a antiga cidade e que é um dos principais atrativos de Cartagena.

A tal muralha, aliás, foi ordenada pelo Rei Felipe II para proteger a cidade de invasores e piratas, já que Cartagena era um dos principais portos das Américas para o transporte de ouro e prata (além de escravos vindos da África), mas o projeto só foi concluído quase dois séculos depois, em 1796, 25 anos depois da independência da Colômbia.

De qualquer forma, a muralha de Cartagena surge inesperadamente para um visitante de primeira viagem e é dentro das paredes que ficam as melhores coisas para se ver, fazer, comer e beber.

O táxi entrou por uma das portas principais da cidade e imediatamente o cenário mudou para um de casas coloniais espanholas, com pés direitos altos, varandas floridas e fachadas super coloridas. É um photo-op a cada esquina e a Instagrammer dentro de mim teve que se conter para não soltar um gritinho de alegria!

Fizemos o check-in no Hotel Don Pedro Heredia (que é simples mas simpático – fiz minha reserva pelo Booking.com) e saímos rumo a praça da Torre do Relógio, onde há vários rooftops com bares com vista da cidade. O melhor deles é o Eivissa, que tem um andar com pista de dança e um rooftop super animado.

O que fazer em Cartagena

A Ciudad Amurallada é pequena e a cada esquina há uma atração. O ideal é explorá-la à pé e ir se deliciando com as surpresas que surgem no caminho. Por exemplo, a Plaza de Santo Domingo tem uma escultura do Botero ao ar livre, bem em frente à Igreja de Santo Domingo, enquanto a Plaza de San Pedro tem diversas esculturas de ferro do Museu de Arte Moderna (que também fica ali na praça e tem valor de entrada simbólico).

Vale a pena conhecer o Teatro Adolfo Mejía por dentro, que apesar de decadente é impressionante, e caminhar por cima da muralha para ver a vista para Bocagrande (a parte moderna da cidade) e para o Castelo de San Felipe.

Também dá para passar um dia inteiro só observando os muros, fachadas, portas e varandas das casas, que são super bem cuidados e contam com detalhes como maçanetas elaboradas e enfeites.

A cidade é bem gentrificada e por isso há uma gourmetização evidente em restaurantes, bares e cafés – você se sente andando no século XVIII até olhar para a portinha de um estabelecimento que te transporta direto para Pinheiros. E há uma harmonia entre o novo e o velho, o turístico e o local, que é bem leve e divertida.

Cartagena garante fotos incríveis com pausas para refeições requintadas (e ainda assim, de preços super acessíveis.) É uma mistura de arquitetura e arte com descontração e diversão que torna a cidade colombiana em um destino incrível.

Presets Cartagena

Inclusive, fiz até um pack de presets inspirado nesse destino lindo e super fotogênico! Clique aqui para ver!

    Add Comment